O TEMA
A segurança alimentar e nutricional consiste na realização do direito de todos ao acesso regular e permanente a alimentos de qualidade, em quantidade suficiente, sem comprometer outras necessidades essenciais, tendo por base as práticas alimentares promotoras de saúde, que respeitem a diversidade cultural e sejam ambiental, cultural, econômica e socialmente sustentáveis.

O conceito de segurança alimentar abrange o manejo sustentável dos recursos naturais, a produção, armazenagem, distribuição, conservação e acesso universal aos alimentos, bem como os aspectos relacionados à sua qualidade, composição nutricional e aproveitamento biológico.

O perfil nutricional da população brasileira é marcado pela co-existência de doenças relacionadas a quadros de carência – como desnutrição, anemias e deficiências de vitaminas – com doenças provocadas pelo excesso de alimentos, como sobrepeso, obesidade, diabetes, hipertensão arterial.
Princípios e Diretrizes de uma
Política de Segurança Alimentar e Nutricional

É crescente a preocupação mundial com a obtenção de alimentos nutritivos e seguros, do ponto de vista químico, microbiológico e toxicológico, que proporcionem saúde às pessoas. Procura-se, cada vez mais, fornecer informações adequadas, para que a escolha de alimentos in natura ou processados seja confiável.

O Brasil tem papel decisivo no futuro dos alimentos. Possui vasto território agricultável, sendo atualmente o maior produtor mundial de cana-de-açúcar, laranja, café e feijão, e o segundo em soja e o terceiro em milho. Possui, ainda, diversidade de frutas e vegetais, com alto conteúdo de substâncias bioativas e nutrientes, além de ter o maior rebanho comercial bovino. A indústria brasileira de alimentos é dinâmica, competitiva e contribui significativamente para o Produto Interno Bruto (PIB) do país, com cerca de 30%.

Diante da necessidade de estimular estudos científicos que propiciem avanços na promoção da saúde, qualidade de vida e cidadania, bem como no desenvolvimento de tecnologias agrícolas e industriais, o CNPq, a Fundação Roberto Marinho e a Gerdau elegeram o tema Segurança Alimentar e Nutricional para o XXVIII Prêmio Jovem Cientista. Pesquisadores e estudantes participem com seus projetos de pesquisa e inovação.
O Brasil tem papel decisivo no futuro dos alimentos.